Artigos e Notícias

Encontro de Culturas do Mundo - 2017

19/04/2017

Em janeiro de 2017, o distrito de Imbassaí, no município baiano de Mata de São João, recebeu o Encontro de Culturas do Mundo. Originalmente trazendo convidados nacionais e internacionais apresentando diferentes aspectos de sua música e dança, o evento foi expandido e propiciou fóruns com uma discussão mais ampla sobre temas ligados à cultura e ainda mais visibilidade para grupos e povos que vivem em conflito. A principal novidade foi o Encontro Multiétnico, que reuniu sete diferentes etnias indígenas para compartilhar ritos e saberes ancestrais entre si e com o público, no Espaço Cultural Tangará Mirim. Em seguida, aconteceu o já tradicional Encontro de Músicas e Danças do Mundo, que chegou à 11ª edição e congregou artistas brasileiros, portugueses, turcos e africanos, em apresentações e oficinas abertas ao público.

Os destaques internacionais ficaram por conta do grupo Madrassati Toyaria de M’tsangadoua, com a oficina de Danças e Cantos Sufis das mulheres de Mayotte (África), as Práticas de Tenchi Tessen, com Miguel Raposo e Paula Chambel, de Portugal, a Oficina de Danças e Ritmos Turcos, com os artistas Senol SentürkBetül SentürkHalil Ibrahim KaraagaçSinan Güneysu e Hasan Kukuoglu, da Turquia, e a Oficina de Ritmos do Oriente Médio e Giros Sufis, com o dançarino egípcio Mohamed El Sayed e o músico Douglas Felis.

Brasil também teve uma presença eclética. O estado anfitrião foi representado pelas Baianas do Terreiro Oyá Denã, de Camaçari, pelas apresentações do Grupo de Músicas e Danças de São Gonçalo, de Santa Brígida, e por Rosângela Silvestre, criadora da TécnicaSilvestre, prática corporal com movimentos que remetem às culturas brasileira e africana. A Família Menezes, do Maranhão, esteve à frente das Danças e Brincadeiras Cantadas. A tradicional comunidade quilombola Kalunga, de Goiás, fez a  apresentação de Dança Sussa, enquanto Minas Gerais participou com o Terno de Moçambique do Capitão Júlio  Antônio da Comunidade de Fagundes. Já o estado de São Paulo, foi representado pelas Oficinas de Práticas Corporais, de Maria Amélia Pereira (Péo) e Irene Crespo, e pela Oficina de Músicas do Mundo, de Gabriel Levy, acordeonista, arranjador, compositor, educador e produtor musical.

O Encontro Multiétnico teve a presença de diversas etnias locais, como Guarani / Mbya (Sta Catarina), Fulni-Ô (Pernambuco), Kayapó / Mebêngôkre (Pará), Dessana (Amazonas), Yawalapiti (Xingu) e Tupinambá (Bahia). Na programação, atividades como oficinas, exposições e exibição de filmes promoveram debates sobre questões relacionadas à causa indígena. O evento contou ainda com a exposição “Guarani Kaiowá: Imagens de quando a coragem recusa a humilhação”, do fotógrafo Rogério Ferrari.

Confira abaixo o vídeo do Encontro. O evento é realizado pelo Centro de Estudos Universais em parceria com a Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge.

"Acreditamos que pela dança e pela música podemos semear um pouco de beleza e paz nesse mundo tão diverso."