Roda de Conversa com Betty Midlin, antropóloga

Eng 
Antropóloga, com doutorado pela PUC-SP, e economista, com mestrado pela Universidade de Cornell, trabalha há anos em projetos de pesquisa e apoio a numerosos povos indígenas da Amazônia e outras regiões. Seus assuntos prediletos são mitos indígenas, escrita, oralidade, música e apoio a professores indígenas. Atuou também na área de direitos reprodutivos, direitos dos povos, diversidade cultural, educação diferenciada, saúde, grandes projetos e ambiente, demarcação de terras indígenas. Publicou em português sete livros de mitos em co-autoria com narradores sem escrita, nascidos antes do contato. O mais conhecido é Moqueca de maridos (Ed. Record, 1997), traduzido em várias línguas. Dedica-se atualmente a escrever e registrar com professores e narradores indígenas a sua tradição e sua música, em mais de dez línguas, procurando criar um sistema para devolver às comunidades e aos jovens todos os registros gravados em pesquisas passadas.