Artigos e Notícias


Art courtesy of Russ Siedel/Creative Commons

O corpo humano - estrutura e funções

12/04/2017

Introdução 

O livro Health and sickness, do Mestre Beinsá Dounó, foi compilado pelo Dr. Vasil Velev, médico em Plovdiv, Bulgária, com longos anos de prática, a partir de “pensamentos das conferências e palestras do Mestre sobre os problemas da saúde humana”. 

De acordo com o autor da Introdução, D. Kalev, M.D., Ph.D., “Cada leitor – místico, filósofo ou pessoa de pensamento pragmático – tem [no livro] sua própria chave. Assim como para cada paciente há um remédio específico. Este é justamente o segredo que a medicina moderna esqueceu. E essa é sua carência espiritual. O Amor de todo o Universo participa de nossa saúde. Tanto o homem mais saudável como o mais enfermo na Terra devem encher sua alma de reverência por esta percepção. Esta é a mensagem deste livro.” 


O CORPO HUMANO - ESTRUTURA E FUNÇÕES 

O corpo físico do homem é uma chave que pode resolver todas as questões difíceis.

A mente e o coração são importantes, e o corpo não o é menos. 

O corpo humano é um objeto de estudo interessante: um universo em miniatura, em que muitas mudanças ocorrem; uma síntese de todos os processos da Natureza. Se você conhece seu corpo, conhece também os mundos visíveis e invisíveis. Se entende seu ambiente, compreende o Universo inteiro.

O homem é a mais refinada das máquinas sobre a Terra; é provido de um aparelho de rádio interno que capta as ondas provindas do mundo Sensível. 

É preciso que o ser humano conheça bem a estrutura de seu corpo – o instrumento que ele toca.

Um homem necessita de uma única casa. Essa casa é seu corpo, no qual ele mora. Se for capaz de conhecê-lo a fundo, preencheu a tarefa da vida.

Para poder pensar, o ser humano foi criado à imagem da Natureza, que é una com Deus; isto não é contradição, mas realidade. Ao estudar a Natureza, ele conhece a si mesmo; ela se reflete nele como em um espelho. 

O homem se resume a um livro Divino que abrange muitas folhas, nas quais ele escreve seu próprio conteúdo. Tudo o que existiu e existe acontece ao mesmo tempo na Terra e no Céu e está inscrito no homem. 

Na Natureza, cada forma exterior mantém uma relação de correspondência com seu conteúdo.

Durante sua estada na Terra, o homem trabalha principalmente através do corpo físico – o mais adequado dos instrumentos para isso. Mas ele pensa, sente, procura a causa e o efeito de todas as coisas. Usa o que para pensar? – Seu corpo mental. Com o que sente? – Com seu corpo astral. Vai em busca de causa e efeito com o quê? – Com o corpo causal. Assim como o corpo físico não é uniformemente desenvolvido em todas as pessoas, seus outros corpos também não se desenvolvem igualmente. Isso significa que o ser humano tem um trabalho enorme e grandioso – cultivar todos os seus órgãos até chegar à perfeição.

Enquanto vive, o ser humano precisa observar a lei de consistência nos três mundos. No mundo físico, tem de saber como se alimentar, como respirar, como beber água e como absorver a luz. Para o Mundo dos sentimentos, deve possuir um corpo astral bem estruturado. Quanto ao Mundo mental, necessita de um corpo mental igualmente bem organizado. Uma pessoa que tenha desenvolvido os três corpos pode ser definida como um ser humano sábio. Os corpos astral e mental são tão importantes quanto o corpo físico.  

Do mesmo modo que o corpo físico tem sua fisiologia e anatomia, os corpos superiores e mais sutis (astral, mental e causal) têm fisiologia e anatomia próprias – que são semelhantes às do corpo físico. 

O que se conhece melhor é o corpo físico, que tem três camadas de revestimento. A primeira é etérea [o corpo ‘etérico’], cobrindo-o em um ou dois centímetros. As energias físicas de eletricidade e magnetismo movem-se através dela. Assim como vestimos o corpo físico com roupas espessas ou finas a fim de protegê-lo do frio ou do calor, a camada de revestimento etéreo é uma roupa saudável do corpo físico, que o protege de influências externas. Essa camada se liga a outra, chamada astral, que governa as paixões: protege o homem da raiva, por exemplo, ou da tendência a se vingar, etc. A camada de revestimento astral se liga ao mundo Astral, chamado de subconsciente.   

Um dia, quando desenvolverem o sexto sentido, as pessoas verão a camada que reveste o corpo humano. Enquanto conserva essa cobertura, o ser humano permanece saudável, pois ela regula o calor do organismo. Às vezes, como resultado de um modo errado de viver, o revestimento magnético é rasgado e influências externas penetram no organismo, causando uma série de doenças. Essa capa magnética circunda o estômago, os pulmões e todos os órgãos internos, especialmente as células. 

Os sentimentos do ser humano o ligam ao mundo Astral, isto é, a seu corpo astral ou espiritual. Esse mundo consiste em duas esferas, uma mais alta e outra mais baixa – de acordo com os sentimentos, que também podem ser inferiores ou superiores.

Cada órgão tem dupla função: interna e externa, ou seja, material e espiritual.

A matéria existe, mas nem tudo vem dela. Ela é apenas um dos agentes, uma das condições para manifestar a Vida. 

Para que qualquer forma apareça no mundo, é necessário matéria ou substância para revestir as forças da vida. O corpo, com os órgãos externos e internos, representa o lado material das energias do cérebro humano. Portanto, os pulmões, estômago, músculos, ossos e sistema nervoso, assim como todos os outros sistemas, são uma instalação grandiosa para revelar a inteligência humana. Graças à inteligência presente na Natureza, acontecem no organismo mudanças e correções sistemáticas.

Tudo que foi criado pela Natureza se baseia na lei do Amor. Por exemplo, o organismo humano é como um estado enorme, cujos cidadãos se unem em nome do Amor. A Natureza levou milhões de anos para organizar todas as células em uma entidade para trabalharem juntas. Quem reconhece isso e é capaz de preservar a esplêndida harmonia existente em seu organismo desfruta de boa saúde e uma vida feliz. Mesmo a mais insignificante perturbação da harmonia enfraquece a unidade entre as células, cria desacordo no organismo e a pessoa adoece. 

A primeira coisa a observar no organismo é a ordem que existe nele: atividade e harmonia mútua entre todos os colaboradores, que sabem muito bem o que têm de fazer. Ali não existem objetivos particulares; há uma única meta, o bem-estar do todo, do qual o ser humano usufrui. Esse é o segredo do êxito. Não existe predomínio de uma parte sobre outra, não se realizam ações arbitrárias, prevalece a unidade. Quando uma célula fica doente e sofre, todas as vizinhas comungam com ela e imediatamente se esforçam para eliminar o mal a qualquer custo. No interior do homem, tudo é diferenciado com precisão matemática. Enquanto se mantém essa precisão, as energias orgânicas se equilibram uma à outra e criam a harmonia que chamamos de saúde. 

As células que deixam de desempenhar sua função, tornando-se nocivas e perigosas, são expulsas do corpo, pelo bem comum. Nossa saúde depende dessa lei protetora da Natureza. 

A célula é pequena, mas é representante de algo grandioso. Quando organizadas em uma entidade unificada, as minúsculas células se tornam agentes da grande Vida consciente. Cada uma tem uma pequena lâmpada elétrica condutora de luz. E o homem é um microuniverso com objetivo e direção definidos. 

Se você estudar a vida individual de uma célula, observará que é a própria vida do homem em miniatura. Do mesmo modo, a vida coletiva das células, incluindo a conexão entre elas, é uma miniatura da vida Divina.

Ninguém tem o direito de desrespeitar de modo algum as leis sobre as quais seu organismo é construído. Este abrange inumeráveis almas pequeninas [as células] que observam de perto o trabalho de seu senhor. Se ele comete um erro que faz todo o organismo sofrer, elas dizem: “Nosso amo não é muito inteligente”. Imediatamente, começam a se dissociar e perder a unidade. 

A ligação interna que faz das células um todo harmonioso é o alimento. O ser humano deve alimentar-se de acordo com essa lei. Ela não se refere apenas ao corpo, mas também aos sentimentos e pensamentos. Quando o elo entre as células se enfraquece, o corpo também se debilita.

O amor é a conexão interna entre os aspectos da Vida – ele a intensifica e apoia. 

A estrutura das células é semelhante à do Sol. Este contém três camadas em seu interior: uma prepara a energia, outra a armazena e transforma, e a terceira transfere-a para a Terra. As células dispõem igualmente de três camadas – uma externa, que recebe a energia do Sol; uma intermediária, que a guarda, e uma interna, que a processa e transforma em energia vital. As mesmas três camadas também se encontram no organismo, mas de forma mais elaborada. São mais facilmente detectáveis no embrião. A externa é chamada ectoderma, a do meio, mesoderma, e a mais interior, endoderma.

Nós, os seres humanos modernos, tememos por nossa saúde e procuramos os doutores. Mas existem células especiais no corpo que funcionam como médicos. E sua medicina é superior às melhores da Terra. Se o permitirmos, essas células podem curar-nos perfeitamente quando adoecemos. Possuem seu próprio laboratório, onde preparam remédios capazes de reverter qualquer ferimento. Isso é uma lei. Se você tem uma ferida e deixa que essas células a tratem, elas se juntam, fazem sua própria atadura e a ferida sara. 

Hoje não existe nada mais magnífico que a estrutura do cérebro e dos olhos humanos. 

A consciência está localizada na seção frontal do cérebro humano, ao redor dos olhos.

O cérebro tem dois lados: material ou físico, e espiritual ou de energia. Quando deixa a Terra, o ser humano leva com ele o cérebro espiritual ou energético, no qual o todo de sua vida está inscrito, ao passo que o material se deteriora e se decompõe. O cérebro físico está estruturado de acordo com o de energia. Enquanto os dois estão interconectados, enquanto se mantêm em harmonia recíproca, o homem pode aprender, absorver o conhecimento e recordar.  

O principal capital do homem é, em primeiro lugar, a cabeça, e, em segundo, o rosto. 

O cérebro é formado de duas espécies de matéria: uma física, tosca, que se decompõe, e outra espiritual, sutil, que é incorruptível. A matéria espiritual do cérebro grava permanentemente todos os pensamentos humanos. 

Saiba que sua energia vital depende do estado do cérebro. O primeiro órgão que pode corrigir o espírito humano é o cérebro. Por isso, cuide desse instrumento único, que manifesta o que você é. 

Para adquirir níveis superiores de conhecimento oculto, é preciso ter um sistema nervoso saudável, capaz de suportar. Assim como os pensamentos, sentimentos e ações grosseiros danificam o cérebro, os pensamentos e sentimentos sublimes necessitam de um sistema nervoso sadio.

Não basta estudar o organismo e o caráter do ser humano; é necessário também percebê-lo como uma estação de rádio viva e sensível que pode entrar em contato com todo o Cosmo. Dependendo do botão da estação que ele pressione, fará conexão com seres bons ou maus. O que é esse aparelho de rádio no homem? – Sua mente desperta. Através desse receptor, ele se comunica com o mundo interno e externo, com todos os seres Sensíveis.     

Quando estudamos a fisiologia do sistema nervoso, percebemos que ele é uma rede percorrida pelas energias da Natureza Viva. As fibras nervosas são células vivas que conduzem a energia nervosa, fluindo através delas como água por um encanamento. Se a água é arenosa, a sujeira gradualmente se deposita dentro dos canos, até que um dia eles ficam bloqueados, interrompendo o fornecimento. O mesmo tipo de obstrução pode ocorrer no sistema nervoso. O que fazer? – Desfazê-la. Você precisa saber que tipo de pensamento e desejo pode permitir-se.

Será que o sistema nervoso está desorganizado? Não, não em desordem, apenas bloqueado. – “Estou com dor de estômago.” – Por quê? Os nervos da coluna vertebral, que conduzem a energia para o estômago e abdômen, foram obstruídos. Exponha a coluna ao sol para recuperar o fluxo nos nervos. Se não, as dores inevitavelmente o acompanharão. A doença se deve à falta de energia. Os obstáculos ocorrem não apenas no corpo físico, mas também nos outros corpos. 

A mente é uma estação transmissora em que cartas e telegramas passam de um ser humano para outro, de um estado para outro e até mesmo da Terra para o Céu e vice-versa. Você tem o direito de propagar apenas o que lhe diz respeito. A ninguém é permitido expor os segredos da Natureza. Se alguém desrespeita esta lei, Ela gira as chaves nas fechaduras e tranca as estações. 

O cérebro humano é semelhante à Terra, que por si mesma não dá à luz. Seu poder criativo vem do espaço, do Sol, que age sobre sua superfície. Como a Terra tem um solo, sobre esse chão o Sol constrói, gera, cria. O Sol em nós é o espírito humano, que, ao brilhar sobre o cérebro, dá nascimento aos pensamentos. Todos os seres pensam. 

O órgão mais precioso do organismo humano é o cérebro. Ele é um grande dínamo de forças, de energia elétrica, que envia a todo o organismo. Se aprendermos a utilizá-la adequadamente, podemos curar-nos. 

O cérebro humano é um captador e transmissor de energia. 

Um dia, quando chegar a conhecer e compreender a estrutura de seu cérebro, você adquirirá a ciência positiva da Vida. Então perceberá esse órgão como um grande transformador onde se encontram e entrelaçam as energias de todo o Cosmo.

As circunvoluções do cérebro conduzem a energia cósmica da vida Racional, que a alma usa. Através dessas circunvoluções, a energia do pensamento flui e é emitida para fora – elas são condutoras da energia de todo o espaço.

Para aproveitar a energia do sol, o ser humano precisa organizar seu cérebro. Este é uma superfície que absorve e reflete a energia solar. Quem não consegue regular as energias cerebrais não pode ser saudável nem se desenvolver adequadamente.

Quando as forças do cérebro funcionam apropriadamente, são coordenadas normalmente, então o Divino se revela da maneira mais poderosa no homem. Ao olhar para uma pessoa assim, vemos que seu rosto, seus olhos brilham com uma luz delicada e agradável – que vai e vem. 

Dentro do cérebro humano há um movimento de circulação em espiral. Quando esta se dá de maneira correta, a pessoa pensa bem e caminha ereta, sem oscilar.

Sabemos pela Física que a energia do polo positivo é transferida ao negativo. Qual é o caminho que ela percorre? Em geral, ela sai do hemisfério direito do cérebro, viaja por sua superfície, desce por baixo do hemisfério esquerdo e então faz uma curva para cima e volta por baixo do hemisfério direito. Aqui, no polo negativo, é constituída a luz. Ou seja, o pensamento vem do hemisfério direito, passa através do esquerdo e, em consequência, forma-se luz na mente. 

A energia do hemisfério direito é transferida para o esquerdo e é por isso que o homem moderno pensa apenas através deste hemisfério de seu cérebro. Daí a assimetria da face humana. Quando olhamos de perto para um rosto, vemos que os dois lados – o esquerdo e o direito – não se desenvolvem proporcionalmente. A diferença pode ser observada nos olhos, nas orelhas, na boca e nas mãos – em todo o corpo. No futuro, quando a mente e o coração se harmonizarem, o corpo humano, assim como seus órgãos, será completamente simétrico.

Trabalhe tanto com o hemisfério cerebral esquerdo como com o direito, a fim de distribuir as energias de maneira uniforme. 

As pessoas hoje não observam essa lei e isso gera outra desvantagem fisiológica: o sangue não se espalha igualmente pelos sistemas corporais. O organismo sadio distribui o sangue de maneira uniforme por todos os órgãos. Do mesmo modo, o pensamento deve penetrar em cada célula – é o único modo de ser saudável.

No centro do cérebro existe o que se chama o olho voador da alma, ou Sol interno do homem. Se esse Sol – que desempenha o papel de um transformador – não brilha, nada provirá dessa pessoa. Quando a energia externa penetra no cérebro, essa junção ou olho da alma a transfere para todo o corpo. Além de transformar a energia solar, ele possui outras características. Existe outro transformador dentro do cérebro, que transfere a energia solar para o corpo inteiro. O estado de saúde do organismo, e também os sentimentos, dependem do funcionamento adequado dessas energias.

A pessoa sensitiva percebe que milhares de fibras saem do cérebro em diferentes direções e que distintas correntes passam através delas. Do cérebro, essas correntes se dirigem para todo o corpo.

Quanto mais intensivo o fluxo em um centro cerebral, mais sublime sua atividade. Quem não compreende a direção dessas correntes e não consegue transformá-las se coloca em perigo. Por exemplo, as que passam pela parte de trás do cérebro fazem emergir os sentimentos inferiores e, se a pessoa não consegue controlá-las, cai em grandes tentações.

Não há bênção maior do que controlar o poder do próprio cérebro, regular seus estados mentais e ser capaz de transferir as energias de um centro cerebral para outro. Isso significa ter autocontrole.

As energias do cérebro humano se dirigem para três regiões principais: a primeira fica atrás das orelhas, onde atuam as energias inferiores. Esse lugar pode ser comparado ao inferno no homem. A segunda região abrange as energias que funcionam em torno da fronte – a vida humana. A terceira esfera abriga as energias da parte de cima do cérebro, onde atuam os sentimentos morais superiores. Ela poderia ser comparada ao Paraíso no homem. Por isso, quando o ser humano age contrariamente a seus próprios sentimentos morais, a energia desta região cai para o lado das orelhas, no inferno. Para que isso não ocorra, ouça sua própria boa vontade e não a bloqueie.

A digestão afeta a circulação sanguínea, que influencia o sistema respiratório, que atua sobre o sistema nervoso, que, por sua vez, age sobre o cérebro, a sede do pensamento. Se todos os processos funcionam adequadamente, o pensamento será correto. 

Quando eu os observo, vejo pequenos pontos de luz saindo de sua cabeça. Alguns dizem: “Minha cabeça está girando, estou tonto e enxergo linhas luminosas diante dos olhos”. Se estiverem em desordem, essas linhas são sinal de um estado doentio do sistema nervoso. Ele resulta de pensamentos contraditórios que geram conflito interno. A luz que aparece como resultado do pensamento reto é suave, agradável e de cor branca. Essa luz dá origem a uma expansão de consciência.   

Mesmo os antigos Mestres da humanidade diziam que o espaço é preenchido por inúmeras formas vivas – formas-pensamento que se movem e que, como ondas de rádio, são transmitidas e percebidas pelas pessoas. Todo o espaço é um condutor vivo desses pensamentos. Naturalmente, tanto a intensidade deles como o aparelho receptor são importantes para a percepção e transferência adequada dos pensamentos. Importa também a direção de onde as ondas chegam. Assim como os pensamentos humanos são transmitidos através do espaço, também o mundo Invisível emite pensamentos – que apresentam todo um universo. A pessoa sensitiva capta-os de imediato, o que faz que seu humor às vezes melhore e outras, decline. 

O sistema nervoso e todo o organismo do homem de hoje não são suficientemente fortes para suportar as altas vibrações, as elevadas correntes do Amor. É por isso que a ciência oculta recomenda aos discípulos uma série de métodos e exercícios para fortalecer a mente, o coração e a vontade, a fim de que seu organismo se adapte às energias e correntes naturais. 

Hoje o pensamento é manifestado pelo cérebro, e os sentimentos, pelo sistema nervoso simpático [sistema nervoso vegetativo ou autônomo] no chamado plexo solar, erradamente denominado coração. A vontade se revela pelos braços e pernas.

A cabeça e, em parte, a coluna vertebral, são a sede da mente – ela é apresentada pelo cérebro central e a medula espinhal. Antigamente, a capital da mente era em outro lugar, não na cabeça. Ainda existem certas energias mentais que não se mudaram para a cabeça. Qual era o lugar da mente antes? – O sistema nervoso simpático, ou o chamado plexo solar.  

Precisa haver uma relação adequada entre o sistema nervoso cerebral [sistema nervoso central] e o sistema nervoso simpático [vegetativo ou autônomo]. 

Mantenha a coluna ereta. Não permita nenhuma corcunda em seu corpo. A curvatura interrompe o fluxo de energia do sistema nervoso simpático para o sistema nervoso cerebral. E, se as correntes da vida são interrompidas, o ser humano não se desenvolve de maneira correta.

O plexo solar é influenciado pelo fígado, que precisa, portanto, ser mantido em condições realmente boas. Como conservá-lo assim? – Através do plexo solar. Todas as impurezas do mundo Mental e Emocional do homem fluem para o fígado e dele para o centro da Terra, onde passam por um processo de limpeza. O plexo solar funciona nesse caso como canal de purificação dos pensamentos e sentimentos impuros. A saúde depende do bom estado do fígado. 

Se o sistema nervoso simpático não fosse controlado pelo cérebro central, o homem teria caído em um estado animal e seria regido pela lei do instinto de sobrevivência.

O ser humano é uma árvore que abrange duas outras. Estas constituem os dois principais sistemas do homem – o sistema nervoso cerebral e o simpático. Os ramos do sistema cerebral se espalham para baixo, para as pernas, ao passo que suas raízes estão em cima, no cérebro. A outra árvore representa o cérebro estomacal, ou o chamado sistema nervoso simpático, que consiste em uma série de nós de nervos, gânglios situados, na maior parte, na região do estômago. As raízes do sistema nervoso simpático estão plantadas nos gânglios, isto é, no cérebro estomacal, e seus ramos se distribuem para cima. Assim, os ramos das duas árvores se entrelaçam. 

Em que diferem os dois sistemas? – Nos resultados. O sistema cerebral transporta eletricidade, de modo que, se ele se desenvolve mais que o outro, o ser humano começa a murchar. A eletricidade priva o organismo de toda a sua umidade, tornando a pessoa ressecada. Em comparação com o sistema cerebral, o sistema nervoso simpático se distingue pelo efeito oposto – é portador de magnetismo. Quando se expande em excesso, a pessoa ganha peso, acumula matéria desnecessária que se transforma em gordura. Portanto, os dois sistemas podem corrigir-se mutuamente.  

É fácil resolver problemas pela intuição, porque ela integra tanto o pensamento como o sentimento. Quando você sente alegria no plexo solar, isto é, na boca do estômago, está no caminho correto.

Os órgãos da percepção, os mais bem desenvolvidos do ser humano, funcionam como captadores das energias da natureza exterior. Sem eles, essas energias não chegariam a influenciar o organismo.  

A primeira função do olho é focalizar e difundir os raios: focalizá-los de fora para dentro e espalhá-los a partir do interior. Quando esse processo vital se altera, instala-se desarmonia no cérebro.

Todos os estados dolorosos refletem-se nos olhos das pessoas. Seus círculos ondulatórios são rompidos, bloqueando as correntes adequadas. 

O olho é uma forma Divina viva, onde está inscrita a configuração de todo o Cosmo, o Sistema Solar e, por fim, toda a estrutura da Vida. 

O olho humano foi o último órgão a ser criado. Ele tem a mais alta origem. Os sensitivos notáveis, os discípulos e Instrutores da humanidade leem e aprendem a partir do olho.

A contração e expansão do coração são determinadas pela energia elétrica que vem do espaço.

Os fisiologistas modernos têm ideias estranhas sobre o coração. Pensam nele como uma bomba que, ao se contrair e expandir, impele o sangue através do corpo. Isso é parcialmente verdade, mas o coração não movimenta o sangue sozinho. A causa da circulação é uma força vital especial, que flui como uma corrente no organismo e faz as células do corpo pulsar. Essa força dispõe de um regulador dentro do cérebro. 

O aumento ou diminuição da pulsação (taqui- ou bradicardia) se deve às marés no interior do ser humano.

A intensidade da pulsação e o número de respirações são determinados pelos pensamentos e sentimentos. Existe uma correspondência entre a respiração e o pulso. De modo geral, existe conexão entre todas as funções orgânicas. Qualquer perturbação em uma delas atua sobre as demais.

Quanto ao batimento cardíaco, observou-se que, durante as 12 primeiras horas do dia, o coração bate mais rápido e dá algumas batidas a mais que o normal. Nesse período, ele está no estado ascendente. Na segunda metade do dia, as 12 horas seguintes, o ritmo cardíaco decresce em certo número de batimentos – é o estado descendente. A mesma coisa pode ser notada em relação aos meses e anos. Nos 14 primeiros dias do mês o coração está ascendente e, na segunda quinzena, descendente. Do mesmo modo, ele ascende na primeira metade do ano e descende no segundo semestre. É importante saber quando seu coração está em um ou outro estado.   

O que é uma pulsação sadia? – Aquela que contém música e ritmo. Desprovida de um ritmo saudável, ela está desregrada. O coração de cada pessoa está conectado ao ritmo comum do Universo, isto é, ao Coração Cósmico. Nesse sentido, existe um ritmo único na Natureza. Por isso, quando seu coração está batendo de maneira não saudável, não fique com medo, apenas restaure a harmonia entre seus pensamentos e sentimentos. 

De vez em quando, meça sua pulsação, para verificar se está ou não no ritmo. Quando o pulso não é regular, significa que há algo errado com os sentimentos.

Examine-se de perto para ver qual é seu estado quando não se sente bem, quando está excitado, enraivecido – e, por outro lado, qual é sua condição quando está calmo e de bom humor. A boa ou má disposição influi na respiração e na pulsação. Quem compreende isso pode reconhecer, pelo pulso, qual é a condição física ou mental de uma pessoa.

A circulação sanguínea origina-se principalmente das correntes eletromagnéticas. Se elas não sustentassem o movimento do sangue arterial, o coração não poderia fazê-lo sozinho. O sangue se move porque existe um impulso cósmico no mundo, que regula permanentemente a circulação de todos os organismos.

À mesma corrente eletromagnética cósmica devem-se também os movimentos do protoplasma nas células – a circulação e a rotação – e ainda o movimento do Sol, dos planetas e dos outros corpos Celestes.

O sistema cerebral [sistema nervoso central] é dinâmico porque produz eletricidade, ao passo que o sistema nervoso simpático gera magnetismo. O estômago pertence ao sistema nervoso simpático [sistema nervoso vegetativo ou autônomo], sendo, portanto, magnético. Sabendo disso, use as forças magnéticas desse órgão para mudar o ânimo das pessoas. Se você encontra um indivíduo com má disposição, ofereça-lhe algo para comer. Mesmo que esteja muito transtornado, ao se alimentar, seu estado ruim irá embora e ele adquirirá energia e impulso para trabalhar. 

Tudo que se refere ao bem-estar do organismo, à sua saúde, é deixado aos cuidados do estômago. Muitos outros órgãos o auxiliam: os dentes, a língua, a boca, o esôfago e os intestinos. 

Quanto mais o estômago funciona, menos trabalho o cérebro realiza – e vice-versa. 

Quem tem o sistema digestivo sadio e normal é alegre, animado e capaz de trabalhar duro. Se você encontra uma pessoa sem vontade de fazer nada, amarelada, com o rosto macilento, é sinal de que sua digestão não é boa. Ela não consegue desempenhar suas tarefas, vê tudo de modo pessimista, não confia na Vida. Para evitar esse estado, mantenha o sistema digestivo em boas condições; dele depende seu bem-estar no mundo físico – o primeiro passo na Vida. 

Que espécie de processo é o comer?  A que leis ele é submetido? O homem se alimenta não somente de pão, mas também de ar. Embora faça três refeições por dia, não presta atenção à quantidade que deve fazer parte de cada refeição. Respira, mas não sabe quantas vezes deve inalar e exalar em um minuto. Se você não sabe quantos bocados ingerir e o número correto de inspirações e expirações, não está cumprindo as leis da nutrição.

O cérebro e o estômago são os dois polos da vida. Quando você tem dor de cabeça, seu estômago também está em desordem. Se sente dor de estômago, a cabeça igualmente não se encontra em boas condições.

O fígado é um agente grandioso dentro do corpo humano. Se ele o abandonar, você irá à bancarrota. Nas atuais condições, ele determina tudo. Quando desorganizado, a pessoa fica indisposta, triste, pessimista, incapaz de falar com amabilidade; ela odeia, fica zangada, é até capaz de cometer um assassinato – tudo isso vem do fígado. A razão de existirem tantos homicídios na sociedade atual é que os homens estão com o fígado em desordem.

Quando seu fígado não vai bem, pensamentos negativos e hostis vêm-lhe à mente. A perturbação desse órgão acarreta crueldade. Ele está conectado com os sentimentos inferiores. Sabendo disso, procure preservar inteiramente a saúde que Deus lhe deu. 

Ao se sentir ofendido, o sentimento amargo que você tem dificuldade de digerir influencia o fígado; este órgão tem uma função muito específica na digestão. Quando ele não funciona adequadamente, o organismo inteiro sofre. Se você encontra uma pessoa de rosto amarelado ou escuro, busque a razão desse estado no fígado.

As boas ou más condições do fígado atingem os sentimentos. E vice-versa, os sentimentos também influem na condição de saúde do órgão. Quando alguém não quer comer, não tem apetite, a razão novamente está no fígado. Se um homem religioso se torna pessimista e sua crença em Deus enfraquece, de novo o culpado é o fígado. Embora de tamanho pequeno em comparação com o organismo, ele desempenha um papel importante, tem enorme influência sobre a mentalidade. 

As pessoas acham que são pobres, quando, na realidade, são multimilionárias. Dispõem de um cérebro, um coração, pulmões e estômago, que custam milhões. Com a ajuda do corpo físico, entram em contato com um vasto mundo. Se perderem o corpo, a realidade física se tornará invisível para elas.

Tendo vindo à Terra e se revestido de matéria, o ser humano precisa proteger seu organismo, tratá-lo corretamente. Se não cuidar do corpo, se não o tratar bem, logo ele começará a causar grande desarmonia. O homem não tem permissão para torturar seu corpo. 

O violino simboliza o corpo humano. Existe uma norma sagrada: mesmo nas condições mais difíceis da vida, não venda seu violino. Um violinista que se desfaz do instrumento em virtude de um momento complicado é sentenciado a grandes sofrimentos. Qualquer que seja seu corpo, quaisquer que sejam as imperfeições dele, isso pode ser corrigido. De que modo? – Treinando-se. 

É preciso estudar os órgãos e suas funções. Observe-se do mesmo modo como o fazendeiro analisa a terra que cultiva.

Não tente dominar a carne em si mesmo. O espiritual no homem não pode se desenvolver sem a carne. O processo se assemelha ao de uma árvore enxertada. Existe uma luta entre a carne e o Espírito, que continua até que o espírito, isto é, o enxerto, torne-se um com a planta-mãe e comece a se desenvolver livremente. Quando a seiva da planta-matriz começa a ascender de maneira correta até o enxerto, e os fluidos deste se movimentam adequadamente para baixo, para a planta em que ele está inserido, a Vida se desenvolve normalmente. Então dizemos que cessou o combate entre a carne e o Espírito. Isso é o que se denomina transformação de energias. Todos devem conhecer esta lei e aplicá-la na vida.

A Natureza dotou o organismo humano de inumeráveis janelas – os poros, pelos quais a energia vital penetra para renová-lo continuamente. Essas janelas precisam estar sempre limpas e abertas, a fim de permitir a troca apropriada entre o ar interno e o externo.

Três agentes participam da digestão humana. O primeiro é o estômago, que provê o alimento material para todo o organismo. O segundo é o pulmão, que recebe o ar e, através dele, purifica o sangue, isto é, oxigena-o. O terceiro agente é o cérebro, cuja função é distribuir as energias por todo o corpo.

Assim como o cérebro, os pulmões também têm dupla função – fisiológica e psicológica. Estudando seu papel fisiológico, gradualmente chegamos ao psicológico. O coração purifica não apenas o sangue, mas também os sentimentos. Os pulmões, além de limparem o ar, constituem o altar onde são colocados os pensamentos, sentimentos e desejos humanos, a fim de serem purificados. Ali arde o fogo sacrificial sagrado, depurando e fortalecendo tudo.

O pulmão expurga o sangue, que é então dirigido pelo coração para todas as partes do corpo. O coração não só impulsiona o sangue através do organismo, mas representa uma confluência de energia elétrica, que é transmitida a todas as células, permitindo-lhes assim tomar parte ativa na vida orgânica. Pulmões e fígado são, ambos, transformadores de energia: o pulmão transmuta as energias da mente humana, impelindo as energias do pensamento para o cérebro; o fígado atua sobre as energias dos sentidos, dirigindo-as para o sistema nervoso simpático [vegetativo]. Quanto melhor funciona o fígado, mais elevados e nobres são os sentimentos. 

Ao estudar o organismo humano, observam-se quatro órgãos importantes que o controlam: cérebro, pulmões, coração e estômago. O último se liga mais intimamente ao mundo físico. Para sustentar sua própria vida, o estômago necessita do homem, que, por sua vez, também depende dele. Quanto maior o desenvolvimento que alcançamos, mais fraca se torna essa conexão. Os pulmões igualmente necessitam do ser humano. O ambiente em que vivemos provê alimento já pronto para eles. Ao absorver o ar, os pulmões nutrem o cérebro. Assim se reduz a dependência direta do cérebro em relação ao homem. Já as atividades do coração são totalmente autônomas. Sendo o representante do princípio Divino no homem, ele funciona de modo totalmente independente e livre do ser humano que o abriga.  

Todos os processos da vida – alimentar-se, respirar, beber água, pensar, sentir – fazem parte de uma cadeia contínua. Estão sob a mesma e única lei e se ajudam mutuamente. Quando acontecem de maneira apropriada, nossa vida se desenvolve bem, de acordo com as normas do mundo Divino.

Cada órgão, cada sistema está em relação com a vida humana. Por exemplo, o estômago se liga à vida física. Quando a pessoa põe em ordem seus assuntos materiais, o estômago atua adequadamente. Se, pelo contrário, suas questões materiais estão desarranjadas, o estômago também se perturba. Já se observou também que alguém pode ser fisicamente saudável sem ser forte. Isso significa que a força vem de outro lugar. De onde? Dos pulmões. É forte o ser humano que respira corretamente. O estômago, por seu lado, provê os materiais necessários para a formação do corpo, isto é, da pessoa física. Quando um indivíduo vai edificar uma casa, começa por levantar pequenos barracões para armazenar tábuas, cal, etc. O estômago pode ser comparado a esses barracões. Nele é guardado o material de construção que posteriormente será distribuído pelo organismo.

O que se pode alcançar pela coordenação das energias do organismo humano? Onde há essa coordenação, existe auxílio recíproco. Apoiados nessa lei, os órgãos desenvolvem-se adequadamente. Por isso, se você deseja fortalecer um dos órgãos, precisa conscientemente enfraquecer ou suspender temporariamente o funcionamento de outro. Isso só pode acontecer quando as energias estão coordenadas. Por exemplo, para tornar mais forte o olho, enfraqueça o ouvido provisoriamente.

O Sol tem influência principalmente sobre o plexo solar e o sistema nervoso simpático. Para harmonizar as energias de seu organismo, o ser humano precisa conectar o sistema nervoso simpático [vegetativo] com o sistema nervoso cerebral [central]. Quando a atividade do SN simpático é intensificada, a energia cerebral é temporariamente suspensa. Se, por outro lado, o sistema cerebral se aviva, o SN simpático se torna mais lento. 

A pessoa que combina as energias dentro de si sintoniza também com as forças da Natureza. Seus movimentos se tornam idênticos aos dela, graciosos e rítmicos. Cada um de seus gestos é música.   

Observando nosso corpo de um ponto de vista externo, veem-se três triângulos: o primeiro vai da cabeça aos ombros – com o vértice para cima; o segundo estende-se dos ombros até o umbigo – com o vértice para baixo; e o terceiro triângulo vai do umbigo até as pernas – novamente o vértice está para cima. O corpo humano resulta da manifestação de Forças Conscientes. 

As medidas de uma pessoa normalmente desenvolvida são harmônicas: entre sua altura e largura existe certa proporção, assim como entre braços e pernas; também deve haver harmonia entre cabeça, tronco e membros. Isso significa que os números relacionados com os órgãos do corpo humano mantêm uma proporção. Se um desses números muda, todos os outros também se alteram. 

Descobriu-se que, em um indivíduo corretamente desenvolvido, a circunferência do pulso multiplicada por dois dá o perímetro do pescoço. O dobro deste, por sua vez, corresponde à cintura.

Em regra, a parte superior do corpo humano, a saber, o tórax, deveria ser larga, enquanto a cintura e o estômago deveriam ser mais finos e delicados. 

Quanto mais alta é uma pessoa, melhores as condições de seu desenvolvimento.

Em um homem ou mulher que se desenvolveu adequadamente, os pés devem corresponder à sexta parte da altura, o rosto a 1/10, o peito a 1/4, e o comprimento da mão a partir do pulso, a 1/10. 

Há uma medida que determina quanto peso uma pessoa pode ganhar. A partir dela, é possível prever a duração provável de sua vida. Se ela tem 1,65 m e a circunferência do pescoço mede 40 cm, poderá morrer de apoplexia. E vice-versa, se sua altura é de 1,80 m e o contorno do pescoço é menor que 30 cm, ela tem a chance de contrair tuberculose. 

Mas o ser humano sensato, que trabalha sobre si mesmo, pode aumentar ou diminuir a medida do pescoço para harmonizá-la com as proporções normais. Prolongar ou encurtar a própria vida está ao alcance da pessoa. 

O corpo deve ser bem estruturado, sem nenhum excesso. Deve ter músculos, não gordura. Os músculos tornam o corpo gracioso. 

Nem a magreza nem a gordura são condições saudáveis. O corpo de uma pessoa normal é gracioso, seus movimentos são harmoniosos e se transferem a todos os órgãos. 

Quando faço minhas investigações, os números têm um significado interno. Por exemplo, quando digo 166 cm, estou pensando em um búlgaro que se desenvolveu normalmente. Ao falar em 45 cm, refiro-me à largura de seu tórax. Se cito 2,5 ou 3,5 cm, tenho em mente a largura de seu nariz. Quando menciono 35 cm, estou pensando em sua cabeça. Se digo 14-15-16 cm, trata-se da largura ou medida que se obtém fazendo o corte transversal de sua cabeça.

Se o peito de uma pessoa é fundo, isso pode ter razões mentais; esse tórax afundado é um sintoma ruim. O peito deve ser reto, também não muito estufado. Para que seu tórax não se torne côncavo, equilibre os sentimentos. Mantenha-os em harmonia e regulará o sistema respiratório. E quando este está regulado, a manifestação dos sentimentos também se equilibra.

Alguns de vocês têm ombros retos. Em outros, eles começam a se encolher, o que é mau sinal – essa contração mostra que os sentimentos prevalecem sobre a razão. Ombros muito estreitos apontam para uma distorção dos sentimentos. 

O ser humano foi a última forma do mundo físico a ser completada. Mas ainda não é a forma última da Natureza. No futuro haverá formas mais aperfeiçoadas que o homem. 

Atualmente, é necessária uma nova compreensão a fim de transformar o cérebro, os pulmões, o estômago, assim como o sistema muscular. Se não reorganizar seus órgãos, o ser humano não será capaz de captar adequadamente a luz que vem do Sol.

O homem passará por uma mudança grandiosa; seu corpo será refeito. O corpo é o resultado do espírito humano; este pode ser julgado a partir da estrutura daquele. Um corpo bem organizado é a manifestação do empenho adequado do espírito humano. Com base no nível de desenvolvimento alcançado pela mente e pelo coração, é possível avaliar o trabalho e os esforços do espírito da pessoa. 

Chegará o dia em que o homem viajará de um planeta a outro, mas não com o corpo de hoje. Você deve constituir um novo corpo, e precisa ser capaz de desmontá-lo e refazê-lo a fim de transferi-lo de um lugar para outro. Um dia o homem percorrerá a Terra sem trens, automóveis ou aviões. Seu corpo será novo, estruturado de maneira diferente. Ele próprio dominará uma nova luz e conhecimento, conhecerá as leis do universo e as aplicará. Então não lavrará e cavará a terra como hoje, mas se alimentará de maneira especial, ainda ignorada mesmo pelas pessoas de maior conhecimento no presente. 

Depois do sentido do tato surgiu o paladar, em seguida o olfato e a audição e, finalmente, o sentido da visão. Cinco sentidos – cinco culturas. Esta é a história do espírito humano até agora. Existem ainda outros sentidos a ser desenvolvidos. Seu ouvido e seu olho mudarão, adquirindo uma forma mais perfeita do que a atual. Quando voltar à Terra daqui a três mil anos, você encontrará uma diferença enorme entre o homem de agora e o dessa época futura. Em comparação com o homem novo, o de hoje parecerá um selvagem.

O sexto sentido já está começando a se desenvolver nas pessoas com aspirações elevadas, com um alto ideal.

O homem do futuro terá uma cor específica de cabelo. Ele se distinguirá não apenas pelo cabelo, mas também pela estrutura do corpo, assim como de todos os seus órgãos, internos e externos.

Não está longe o tempo em que o ser humano alcançará aquilo a que aspira. Então, ele disporá de um corpo mais bonito, mais saudável e mais perfeito. Hoje ele vive em luta constante entre a carne e o espírito. Quando desenvolver seu novo corpo, terá paz e equilíbrio, não mais batalha e contradição.

(extraído do livro: The Master BEINSA DOUNO. Health and Sickness. Sofia: Vsemirno Bialo Bratstvo Publishers, 2002)

Tradução: Maria Eugênia da Rocha Nogueira 
e-mail: MARIAEUGENIARN@YAHOO.COM.BR
WhatsApp: (11) 9.9140.0649