Artigos e Notícias


Encontro de Culturas do Mundo 2020

07/10/2019

"Somos parte do universo e o universo parte de nós. Somente se estivermos em harmonia com o Princípio Divino, existiremos em equilíbrio num mundo desiquilibrado.” Reshald Feild

Práticas ancestrais meditativas e corporais, oficinas de dança, fóruns interculturais e apresentações culturais

PROGRAMAÇÃO

PRÁTICAS CORPORAIS E MEDITATIVAS (todas as manhãs)

Paneuritmia, com Maria Eugênia da Rocha Nogueira

Dança circular composta de 28 exercícios que estimulam as células espirituais do corpo para a expansão da consciência individual e coletiva.

* Maria Eugênia - Psicoterapeuta junguiana formada pela PUC/SP e pratica Paneuritmia desde 1993. Estudou com a inglesa Ardella Nathanael e com os búlgaros Maria Ilieva Mitovska e Rumen Bakalov.  

Mindfulness (Atenção Plena), com Stephen Little

Treinamento meditativo que desenvolve a habilidade de centrar a atenção no presente. Estimula a concentração para a interpretação de pensamentos, sensações e emoções com equilíbrio, influenciando em reações mais conscientes e responsáveis.

* Stephen Little - Físico e budista ordenado. Formado no método “Breathworks” e em Atenção Plena pelo líder mundial Michael Chaskalson. 

Alongamento e toques sutis, com Lygia Caselato 

Movimentos, massagens e princípios da medicina tradicional chinesa para o desenvolvimento da consciência corporal, manutenção da saúde e sensação de bem-estar. 

* Lygia Caselato - Terapeuta corporal com formação em pilates, yoga e acupuntura. Mestre em filosofia pela USP.

Danças e brincadeiras do Maranhão, com Graça Reis

Vivências em brincadeiras tradicionais e manifestações artísticas da cultura popular maranhense. 

* Graça Reis - Cantora, compositora e caixeira do divino, reconhecida por preservar e difundir manifestações e brincadeiras populares da cultura maranhense.

FEIRA DE ECONOMIA SOLIDÁRIA (no intervalo no almoço)

Alimentos e produtos tradicionais da região. 

VIVÊNCIAS COM POVOS INDÍGENAS (no intervalo no almoço)

Diálogos culturais com as etnias indígenas Kayapó Mebengokré (PA), povos do Alto Xingu (MT), Pankararu (PE) e Potiguara (PB). Danças tradicionais, gastronomia, pintura corporal e exposição de artesanato. 

APRESENTAÇÕES MUSICAIS E PALESTRAS
24/01
Palestra "A grande mutação civilizatória”, com José Maria Gomes
A transição entre os ciclos astrológicos das grandes conjunções entre Júpiter: passagem de bastão entre gerações, mudança do mindset coletivo do elemento terra (ter) para o elemento ar (ser) e os efeitos que configuram a grande mutação civilizatória.

* José Maria é escritor, coach e conferencista. MetaCoaching  pela International Society Neuro-Semantics. 

Potiguara (Paraíba)
Representantes do povo indígena Potiguara, do litoral norte paraibano, compartilham seus cantos e danças tradicionais.  

Obirin - Homenagem às mulheres negras, com Rebeca Tárique 

Obirin (mulher em Yorubá) é um projeto de valorização do legado da mulher negra no Brasil através de sua musicalidade. O repertório apresenta músicas populares e é inspirado em representantes femininas consagradas na música afro-brasileira. 

*Rebeca Tarique é filha de Oyá. Cantora, historiadora e militante do movimento negro e feminista.

Said Guissi e grupo Aissawa (Marrocos)

Música sagrada Sufi, com instrumentos de sopro e percussão que conduzem ao transe, à cura e à comunhão com o Divino. Composto por 13 integrantes, o grupo pertence à secular fraternidade sufi Aissawa Tariqa.

25/01
Fórum - Diálogos Cósmicos Interculturais
Não há um planeta B: a vocação cósmica da terra. 
Com Amâncio Friaça - Físico e doutor em astronomia. 
Filosofia Intercultural no século XXI. 
Com Antonio Florentino Neto - Doutor em filosofia pela Universidade Livre de Berlim, mestre em filosofia, professor da Unicamp.

Said Guissi e Grupo de Música Sufi Aissawa
Música sagrada Sufi. Instrumentos de sopro e percussão que conduzem ao transe, à cura e à comunhão com o Divino. Composto por 13 integrantes, o grupo pertence à secular organização Aissawa Tariqa, detentora de uma música fabulosamente rítmica.

Danças e músicas de São Gonçalo (Grupo de Santa Brígida - BA)
Devoção origem portuguesa, que hoje é tradicional no interior da Bahia, é uma manifestação do catolicismo popular em homenagem a São Gonçalo do Amarante.

Pankararu

Representantes indígenas da etinia Pankararu, do sertão pernambucano, compartilham seus cantos e danças tradicionais. 

26/01 

Palestra: A proposta do artista Nicholas Roerich: educação para a Paz através da Cultura
Com Raimundo Crispim dos Santos (presidente do Instituto Röerich da Paz e Cultura do Brasil)
Nicholas K. Roerich (1874 -1947) foi um artista, arqueólogo, explorador, filósofo e humanista, criou o tratado universal para a preservação de tesouros culturais, científicos e naturais do mundo, que hoje leva o nome de Pacto de Roerich. O documento foi assinado por 21 países das Américas, incluindo o Brasil.

Samba de Roda 
Evento popular com canções, passos e instrumentos típicos regionais procedentes da cultura afro-brasileira. Ocorre em todo o Estado da Bahia, mas seus primeiros registros e expressões mais simbólicas são do Recôncavo Baiano. Reconhecido pela Unesco como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade.

Said Guissi e grupo Aissawa 
Música sagrada Sufi. Instrumentos de sopro e percussão que conduzem ao transe, à cura e à comunhão com o Divino. Composto por 13 integrantes, o grupo pertence à secular organização Aissawa Tariqa, detentora de uma música fabulosamente rítmica.

Apresentação das etnias Kayapó Mebengokre, povos do Alto Xingu, Pankararu e Potiguara
Práticas ancestrais de danças e músicas indígenas, que carregam a cosmologia de cada povo. 

Orquestra Jovem do Conservatório de Música de Mata de São João
Composta por crianças e adolescentes residentes no bairro Barro Branco, em Imbassaí (BA).  

Parentes - Exposição fotográfica e lançamento do livro de Rogerio Ferrari 
O fotógrafo e antropólogo apresenta um registro sobre a diversidade, permanência e resistência dos povos originários na Bahia. 

Exibição do filme “Trance Mission: Bahia - Encounter with a Goddess" (Transe missão: Bahia. Encontro com a divindade), de Peter Culshaw e Vanessa Melo
O filme integra um ciclo de registros audiovisuais sobre rituais de transe e música de cura em diferentes partes do mundo. Na Bahia, o tema central é a Festa de Iemanjá, celebrada todo dia 2 de fevereiro. A exibição traz o debate sobre a constante ameaça sobre tradições afro-brasileiras.  

Sobre o local do evento:
O Espaço Cultural Tangará Mirim está localizado em Imbassaí, no litoral norte da Bahia, a 10 km da Praia do Forte e a 77km de Salvador, cercado pela mata, o rio e a cachoeira. O local foi idealizado para a realização de vivências, retiros, orientações terapêuticas, práticas de yoga, cursos e danças circulares. É um ambiente que congrega a diversidade cultural de manifestações brasileiras e de outros países, com foco na busca pela paz e harmonia. O compromisso é com a livre expressão de manifestações culturais e iniciativas que fomentam a saúde, o bem estar e arte.  

https://espacotangaramirim.com.br/

* programação sujeita a alteração

Ingressos: Sympla 

Realização:
Centro de Estudos Universais: www.ceuaum.org.br
www.culturasdomundo.org.br
Facebook: /CentroDeEstudosUniversaisAUM/
Instagram: @ceuaum

Apoio:

Casa de Cultura Cavaleiro de Jorge: www.cavaleirodejorge.com.br 
Aldeia Multiétnica: www.aldeiamultietnica.com.br 
Instituto Roerich: https://roerich.org.br/
Teatro Gamaro: https://teatrogamaro.com.br/

Assessoria de Imprensa:
Helena Castello Branco 
(11) 9 9872-3676
helena@bookcrossing.com.br
https://helenacastellobranco.com/