Artigos e Notícias


Foto: www.paneuritmia.com/que-es/

“A música como força” e “O homem - transmissor e transformador das forças da natureza”

01/10/2008

COMO PODEMOS TIRAR PROVEITO DA MÚSICA
A EXPRESSIVIDADE DA MÚSICA NO MUNDO FISICO

O mundo da força é o mundo humano.
A força é música para a força de vontade,
no qual se insere o Amor -
O Fogo Sagrado da Vida.
O impulso do Amor está no tom Do.

A música é o elo que permite a união entre os mundos humano e Divino. Ela não pertence ao mundo físico e não é criada pelo homem, mas se revela conforme as leis do mundo invisível. Todo o mundo orgânico é criado segundo as leis musicais. O universo é permeado de música não revelada!

Na natureza existe um ritmo perfeito de acordo com o fluxo e refluxo da energia Divina. Também existem ondas musicais que o homem não consegue captar. São vibrações supremas que descem do mundo Divino, organizando a matéria e criando todas as formas da natureza. O mundo é formado segundo o ritmo da música. O papel da música na natureza é muito mais importante e significativo do que o homem possa imaginar. Sem a existência da música a vida não se expressa.

A música está ligada à vida de tal forma que uma não existiria sem a outra. As vibrações da música penetram nos nossos sentimentos, pensamentos e fala. Ela é necessária porque faz parte de uma trama que está intrinsecamente ligada a todos os acontecimentos da vida do homem. Assim como a ação do homem gerando causa e efeitos da mesma maneira são unidos os tons da música. Na verdade, tudo em nossa vida tem o seu tom específico. A vida primária narrada no Gênesis tem o seu tom principal. A vida consciente e bondosa do homem tem o característico tom principal.

No geral, toda natureza está construída nos tons da música. A linguagem musical é algo como se fosse o código da vida. Todos os tons podem ser tratados como termos que devem ser revelados e traduzidos. Somente o homem que assimilou a música, pode entender a poesia Divina que a envolve.

A música é a revelação do amor no mundo físico. Sem música o Amor não consegue revelar-se no mundo material, nele existem relações harmoniosas entre os tons musicais. O Amor é o centro. A Sabedoria se direciona para o Amor e em consequência a Verdade é fruto desse Amor. O Amor em sua primeira, mas não Suprema revelação é o som. O Amor é o primeiro tom da música -- o tom Do, o qual cria o impulso humano, como um incentivo para uma direcionada autodefinição. O primeiro impulso da vida vem do Amor. Por isso o tom Do, criador das formas vitais e do movimento, é o tom principal do Amor. A vida humana começa com o Amor. Ele vem como elo entre o Princípio racional e a vida. No Divino o Amor explica o lado objetivo da vida onde Ele é tão material como é na terra. Na existência física o Amor é algo invisível e imperceptível.

Leia o artigo completo em PDF